Lava, suja, enerva-te e repete

Como "dona" de um automóvel, tenho a dizer que tento tê-lo sempre minimamente apresentável. É certo que nós, gajas, no geral, temos uma certa tendência a andar todas arrumadas e com o carro numa autêntica confusão, mas enfim... digamos que a paciência para se limpar o carro com muita frequência é pouca. Eu incluo-me nesse preciso grupo. Apesar disso, não estou totalmente incluída nas "mulheres". Há uma certa tendência de os seres do sexo feminino possuírem mil e uma tralhas dentro do carro. Desde lenços de papel, passando por maquilhagem (e se a máscara borrata? E se o batom desaparecer? Não vamos sair da viatura nesse estado, verdade?) e até mesmo calçado (especialmente quando se calça saltos altos e eles não são práticos de se conduzir).
Ora, moi-même, sou muito "rapaz" nesse aspeto: a única coisa que podem ver no meu carro são talões, talões e mais talões de gasóleo. Sim, leram bem... talões de gasóleo! Já fui senhora de acumular mais de vinte talões dentro do carro... todos de gasóleo, sem exceção!
Digamos que o meu carro é limpo com uma frequência de mais ou menos 3 semanas (às vezes passa mais tempo). Isto nem seria mau se não andasse com ele todos os dias. Ao fim de quase uma semana ele começa já a ter sinais visíveis de sujidade, mas eu faço-me de cega e finjo que continua limpinho ahahahah. E vou assim adiando o problema.
Não sei se a vós vos sucede o mesmo, mas o meu carro faz coisas espetaculares. Às vezes fica com aspeto de quem foi fazer trilhos pelas montanhas e fica repleto de terra. Noutras, o desgraçado ganha tanto pó no pára-brisas que mais parece que estou num carro clássico que passados 30 anos decidiu sair da garagem para lhe tirar o pó. E não há escovas e limpa pára-brisas que me valham.
Chega então o momento crítico e lá tenho eu de limpar o carro. Só de olhar para ele já me doem as costas e as pernas e fico logo cansada. Mas lá me encho eu de coragem. Saco tapetes cá para fora, pego no aspirador e vamos nós à guerra. Limpo o interior em primeiro lugar, para que se conste. Depois ando ali numa caça ao tesouro e começo a sacar os ditos talões de gasóleo de sítios inesperados, bem como papéis de chiclas (pastilhas só para doenças, amigos ahahah).
Depois é pegar na vassoura de lavar os carros (cá em casa existe mesmo uma específica para isso mesmo), champô, mangueira e deixar o carro num brinco. Depois disto tudo é olhar para o carro e ficar satisfeita. Um brinco!
Isso é lindo! Até dá mais gosto agora ir conduzir, de carro lavadinho, num brinco. Depois é sair à estrada e passados uns 10 minutos levar com um valente presente vindo de um pássaro que decidiu estragar a minha felicidade em ter o carro lavado. O impressionante é que os desgraçados mandam substância negra para os carros brancos e substância branca para carros pretos. Why? Sacanas! Naquele momento gostava de ser gaja a sério e ter no meio de tanta tralha uma caçadeira e mandar um tiro ao desgraçado do passarinho (calma, nunca matei nenhum até agora) ou então uma fisga e lançar-lhe uma pedra ao rabinho do dito cujo.
Tem o Homem de respeitar os animais (inclsuive os pássaros) e a moeda de troca dos bichinhos de asas que voam é esta. Triste vida...
Mas ainda há mais. Depois de muitos nomes chamar ao pássaro e de me ter acalmado, continuo a viagem. Depois de parar o carro, ao sair, vejo que a frente do meu carro se transformou num lugar de luto. Dezenas, senão mesmo centenas, de mosquitos estão em câmara ardente no meu pára-choques. O meu carro branco, com pára-choques preto, fica com umas manchinhas vermelhas. Ainda ao menos se fossem azuis faziam jus ao meu clube de coração! Depois vem o dilema: quanto dinheiro preciso eu pagar de indemnização às famílias destas pobres criaturas? Caramba, além de ser um perigo na estrada... sou uma serial killer!
Depois disto, passam-me vários dias, o carro volta a sujar-se de vez. E ganho coragem e lá vou eu de novo lavar. E andamos neste ciclo uma vida inteira como donos de um carro!

You May Also Like

8 comentarios

  1. Estou-me a rir... sabes porquê? Tenho o meu carro precisamente todo sujo há semanas e eu com preguiça para o lavar. xD É desesperante, os carros sujam-se tão depressa aqui em Portugal. Fonix!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah essa agora de os carros se sujarem mais em Portugal fez-me rir!

      Eliminar
  2. o MEU DRAMA :) ehehehe em cheio!!!
    Beijinho
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Aconteceu-me uma hoje que me fez soltar asneiras.
    Fiquei sem água no limpa vidros, ok. Cagou-me um pombo, mas uma cagadela GIGANTE mesmo... AIiiiii
    que raiva :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aiiii é mesmo de se ficar lixada e soltar uns palavrões!

      Eliminar
  4. Lavar o carro? Então mas não é para isso que chove? Se não é para lavar o carro é porque? Agora fiquei confuso :humm:

    O meu como é preto se não o secar fica logo todo marcado do pó da água que demora mais a secar. Por isso é que só o lavo quando está mesmo no limite de as jantes quase se confundirem com a cor do carro.

    Até porque todos sabemos que o que interessa é ter tudo arrumado lá dentro para conduzir descansado, a ouvir boa música e sem tralha a cair do banco quando se trava :P Por fora, quem não quiser que não olhe, o carro não é para eles apreciarem é para eu conduzir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah bem visto!!! O pior é quando o interior do carro mais parece uma selva de tralha!!

      Eliminar